Tecidos para vestido de noiva: conheça 8 opções - Internovias
Agende um horário!

Tecidos para vestido de noiva: conheça 8 opções

Tecidos para vestido de noiva: conheça 8 opções

Se você iniciou sua jornada rumo à escolha do traje perfeito para o grande dia, provavelmente já se pegou pensando sobre qual, entre os diferentes tecidos para vestido de noiva, combina mais com você. 

E você tem toda a razão em se preocupar com isso, afinal, o mesmo modelo de vestido pode ficar totalmente diferente dependendo do tecido com o qual ele for confeccionado. 

Por isso, preparamos este artigo, com os oito tecidos para vestido de noiva mais utilizados, apresentando as características de cada um, para que você eleja o seu preferido. 

Confira nos subtópicos seguintes!

Os tecidos para vestido de noiva mais queridinhos 

Você deseja um vestido de noiva mais fluido ou estruturado? Que te dê a sensação de leveza ou de sofisticação? Com ou sem brilho? São muitas as opções!

Nos tópicos abaixo você vai encontrar opções para os mais variados gostos. Então, divirta-se nessa escolha tão prazerosa. 

Cetim

O cetim é um dos queridinhos das noivas por ser clássico, versátil e durável. Ele tem diversas variações,como o cetim duchese e o cetim bucol, que são mais encorpados.

O cetim pode ser feito de seda, poliéster ou de uma mistura entre os dois. Geralmente, as noivas e estilistas preferem o cetim com 100% de seda. 

Entre os tecidos para vestido de noiva, o cetim é um dos que tem o acabamento mais liso e isso permite o ajuste ao corpo para a elaboração de modelos mais estruturados

O brilho no próprio tecido, que pode ser maior ou menor, dependendo do tipo de cetim, confere sofisticação e glamour, o que é ideal para cerimônias clássicas ou vintage. 

A versatilidade do cetim está no fato de servir tanto para modelos que valorizam a silhueta da noiva, como os vestidos no estilo sereia, quanto para modelos mais estruturados.  

Além disso, o cetim é utilizado tanto em vestidos minimalistas quanto em modelos mais sofisticados, com aplicações de bordados e pedrarias. 

Chiffon

Junto ao cetim e à renda, o chiffon é um dos mais lembrados tecidos para vestido de noiva. Ele é muito escolhido para casamentos ao ar livre.

Isso ocorre por conta de sua delicadeza e leveza. Para as noivas que não querem modelos pesados, o chiffon é uma ótima escolha.

Ele é um tecido leve tanto na sensação para quem o veste quanto visualmente, para quem observa a noiva. Por isso combina muito com casamentos no jardim ou no sítio. 

Ele também é uma ótima opção para se sobrepor a outros tecidos, adicionando uma camada de leveza e volume.

Sua composição pode ser de seda, poliéster ou poliamida. Já a textura pode ser levemente crespa, mas o toque é macio. 

Se você deseja um vestido de noiva com uma proposta mais solta ou ampla, pense com carinho no chiffon.

Uma das principais vantagens dele é que, por ser muito leve, ele pode proporcionar um volume sem prejudicar o deslocamento da noiva.

Tafetá

O tafetá tem um toque levemente acetinado e um caimento estruturado, sem deixar de lado a suavidade. 

Ele também transmite a sensação de sofisticação e por isso está entre as opções das noivas que almejam o glamour no grande dia.

É muito utilizado em modelos com saias mais volumosas e longas e, em geral, está presente em cerimônias de casamento em que o requinte é um pré-requisito.  

Musseline

Se o volume não te agrada e você prefere um vestido de noiva mais fluido, a musseline pode ser o que você procura.

Ela, assim como o tafetá, está associada à sofisticação, mas seu caimento é solto, perfeito para vestidos com uma proposta fluida.

A musseline também pode ser utilizada em sobreposições e é ideal para casamentos diurnos e ao ar livre. 

Crepe

Você está procurando por tecidos para vestido de noiva que trazem a ideia de sofisticação e sobriedade? O crepe é a sua opção.

Se você quer um vestido de noiva que a faça se sentir elegante, esse tecido não pode ser esquecido.

Pense, por exemplo, em um modelo acinturado com uma leve estruturação do caimento. Essa ideia te agrada?

O crepe é muito escolhido pelas noivas minimalistas, mas também pode se tornar um vestido de noiva romântico, com a aplicação de alguns detalhes em renda.  

Renda

E já que falamos dele no tópico anterior, vamos ao queridinho das românticas entre os tecidos para vestido de noiva: a renda!

Nada transmite mais romantismo do que a renda, mas isso não restringe sua utilização somente a casamentos com propostas totalmente românticas.

A renda também é muito versátil e pode ser aplicada apenas a alguma parte do vestido, como o busto e as mangas, ou ao vestido inteiro, se você for uma noiva bem romântica.

Por isso, você vai encontrar renda tanto em vestidos minimalistas quanto em vestidos clássicos, passando pelos boho e, claro, pelos românticos.

A versatilidade não para por aí, pois a renda funciona bem em composição com diversos tipos de tecidos e a infinidade de modelos e propostas que ela proporciona é a responsável por nunca deixá-la sair de moda. 

Além disso, a renda possui diversas variações que encantam as noivas. A renda chantilly, por exemplo, é bastante fluida e macia e possui uma leve transparência.

Esse tipo de renda transmite uma ideia de muita delicadeza e suas padronagens costumam apresentar formas de flores e galhos. 

Já a renda soutache também tem o aspecto delicado, mas é um pouco mais pesada, sendo adequada se você preferir um vestido mais estruturado, e não fluido. 

Esse tipo de renda tem um cordão contornando os desenhos que dão uma sensação de profundidade às flores e folhas. Perfeito para as noivas clássicas!

Por fim, não poderíamos esquecer a renda guipure, que é um tecido bem mais detalhado em que a ligação entre os fios é feita pela própria renda. 

Também é um tecido mais pesado, sendo muito escolhido pelas noivas sofisticadas e clássicas. 

A renda guipure é considerada a mais nobre entre as rendas e, devido ao seu aspecto encorpado, geralmente é aplicada em partes do vestido aos quais a noiva deseja dar maior destaque. 

Organza

Se você costuma confundir os diferentes tecidos para vestido de noiva, uma boa estratégia é descobrir suas diferenças. 

A organza, por exemplo, é um tecido um pouco mais rígido que o chiffon. Ela serve para vestidos mais estruturados, embora não deixe de transmitir as ideias de leveza e de delicadeza. 

A organza costuma ser muito utilizada na composição dos vestidos de noiva estilo princesa, por ser um tecido com transparência e que possibilita a confecção de saias esvoaçantes. 

Tule

O tule continua em alta e, se você é uma noiva que deseja seguir as tendências, utilize o tule e seu vestido será considerado fashion e moderno, mas também sofisticado. 

Isso porque o tule já é um dos tecidos para vestido de noiva mais lembrados entre os estilistas de alta costura. O nosso favorito é o tule de seda, que é um tule mais lânguido.

O tule é o rei das sobreposições, sendo muito encontrado nas saias dos vestidos de noiva, mas também é utilizado em detalhes como o decote e as mangas do vestido.

Ou seja, se é versatilidade que você procura, o tule não fica atrás de outros tecidos tão populares entre as noivas, como a renda e o cetim.  

Agora você está bem informada sobre os principais tecidos para vestido de noiva, mas este é apenas um entre os muitos aspectos em que você precisa pensar. Clique aqui para ver os 10 pontos a serem considerados na escolha do traje para o grande dia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© Internovias • Todos os direitos reservados